Medvedev surpreende Djokovic e vai à final no Masters 1000 de Cincinnati

Um dos mais promissores tenistas da nova geração, o russo Daniil Medvedev deu mais uma grande prova do seu talento ao vencer o sérvio Novak Djokovic por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/3, neste sábado à noite, e garantir classificação de forma surpreendente à final do Masters 1000 de Cincinnati.

Oitavo colocado do ranking mundial, o russo de 23 anos despachou o número 1 da ATP e atual campeão do torneio norte-americano e se credenciou para encarar na decisão deste domingo, às 17 horas (de Brasília), o belga David Goffin. Na outra semifinal deste sábado, o atleta da Bélgica, apenas o 16º cabeça de chave da competição, superou o francês Richard Gasquet por 6/3 e 6/4.

Ao comentar o seu desempenho diante de Djokovic, Medvedev exibiu perplexidade com a sua própria atuação, com a qual foi buscar uma reação a partir do segundo set para conquistar a sua segunda vitória em três duelos com o sérvio neste ano. “Eu estava tão cansado no primeiro set e ainda jogando contra Novak, que eu pensei que não conseguiria ser capaz de manter a intensidade (até o fim). Então houve um momento de mudança no segundo set e eu apenas comecei a jogar de forma inacreditável”, destacou o tenista, em entrevista ao canal ESPN.

Medvedev já havia desbancado o favoritismo do rival no confronto anterior entre os dois, no Masters 1000 de Montecarlo, em quadra de saibro, onde também ganhou por 2 sets a 1. Antes disso, em janeiro, o sérvio eliminou o russo do Aberto da Austrália com um triunfo nas quartas de final do Grand Slam realizado em Melbourne. Ao total, o número 1 do mundo também tem uma vantagem no retrospecto de três vitórias e duas derrotas em cinco duelos entre os dois no circuito profissional.

Duplas

Em outra disputa do dia em Cincinnati, o brasileiro Bruno Soares acabou dando adeus ao torneio de duplas do Masters 1000 nas semifinais. Atuando ao lado do croata Mate Pavic, ele foi superado pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, cabeças de chave número 1, com parciais de 6/3 e 6/2.

Soares almejava conquistar, no evento norte-americano, o seu terceiro título nesta temporada, depois de ter sido campeão do Torneio de Sydney, onde fez parceria com o britânico Jamie Murray, e também triunfado no ATP 250 de Stuttgart, onde formou time com o australiano John Peers.

O brasileiro, porém, foi o tenista do País que conseguiu melhor campanha nesta edição do Masters de Cincinnati. Marcelo Demoliner e Marcelo Melo, seus outros dois compatriotas presentes na chave de duplas do evento, foram eliminados nas oitavas e nas quartas de final, respectivamente, jogando ao lado dos seus respectivos parceiros.

Com o triunfo sobre Soares e Pavic, Cabal e Farah avançaram para encarar na decisão deste domingo o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek, que em outra semifinal deste sábado superaram Jamie Murray e o também britânico Neal Skupski por 6/1 e 6/4.

Feminino

Também foram definidas neste sábado as finalistas do torneio feminino de simples em Cincinnati. Uma delas será a surpreendente russa Svetlana Kuznetsova, 156ª colocada da WTA, que desbancou o favoritismo da australiana Ashley Barty, cabeça de chave número 1 e vice-líder do ranking, com uma vitória por 6/2 e 6/4. E a sua adversária na decisão deste domingo será Madison Keys, que levou a melhor no duelo norte-americano com Sofia Kenin ao ganhar com parciais de 7/5 e 6/4.

Estadão

 

Read More